Afogados no Mar!
inserido no site em 16/11/2003
Importante: esta página não tem ligação com o fabricante deste veículo

Essas fotos foram tiradas no dia 25/10, num braço de mar em Jacarapé/PB., um dos "corajosos" passou e outro não conseguiu, e eu nem tentei (conheça meu buggy Magnata). O buggy Selvagem ficou mesmo, mas com ajuda de pessoas do local, conseguiram tirar, um amigo meu com um Jeep 4x4 foi ajudar e também ficou. Depois, o Selvagem conseguiu funcionar novamente.

Gadelha Fontes
raimgadelha@msn.com

 
 

Em várias oportunidades, foi comentado no forum do site, como fazer para atravessar um braço de mar (sarandi, como chamamos aqui no RS). Antes de qualquer coisa, passar a pé, para ver se não é muito profundo. Escolher as partes mais largas, pois são mais rasas. Manter o carro acelerado e com a mesma marcha durante a travessia - nada de trocas de marchas! Este Selvagem parece ser de locadora... É preciso muito cuidado ao ligar o veículo depois de uma "travessia" dessas. Um calço hidráulico pode detonar o motor, completamente!

Abaixo, uma sequência de fotos de uma travessia com sucesso e as explicações do Willyxandro Delano:

Já tive algumas experiências com Buggy na água e achei interessante o assunto. Essas fotos são de um passeio que fiz no litoral norte do estado, na Barra do Rio Punaú na praia de Zumbi (68Km de Natal/RN). A parte mais funda passava uns quatro dedos acima do joelho e o solo estava irregular devido a correnteza. O que posso dizer sobre o assunto é que em todas as vezes que passei pela situação tive a mesma impressão. Acho que a galera já sabe, mais mesmo assim resolvi compartilhar.

  • A regra número um, pra evitar que a água atinja o motor com mais violência, é manter o carro em velocidade constante, pois a força de arrasto criada pelo movimento cria um turbilhão atrás do carro, baixando um pouco o nível da água.
  • Evitar virar o jogo do carro. O terreno costuma ser bem arenoso nas barras dos rio à beira mar, a roda saia levando areia feito um trator. Isso faz cair o giro do motor e perde-se potência.
  • O ideal é escolher um ponto alto e atravessar mantendo a aceleração pra não entrar água no escape. Um ponto alto porque a correnteza sempre tende a arrastar o carro um pouco pra baixo.

Vai para a página das Aventuras
O uso deste site e seu conteúdo subentende o conhecimento das "Políticas de Uso"
Apoiando buggueiros desde 1999 - by planetabuggy