página inicial
inserida no site em 09/10/02

Amigos,

Vou tentar relatar o 1º Encontro de Buggies de Salvador. Vou precisar da ajuda dos demais participantes do supracitado evento, pois alguns detalhes me escapam, principalmente, aqueles ocorridos depois da 28ª cerveja...

Fazia tempo, o Todinho chamava a gente para a Trilha da Lua Cheia, um já tradicional encontro de Off Roads, daqui de Salvador, mas a preguiça nunca deixava... De forma que fomos postergando o Encontro, por quase seis meses... Mas, eis que um dia, resolvemos fazer a tal reunião dos buggymaníacos soteropolitanos! Mobilizamo-nos, telefonamo-nos, acertamos tudo para o dia 28 de setembro, um sábado que todos esperavam ensolarado, como os dias de setembro em SSA... Pois! Veio uma chuva torrencial que parou, literalmente, a cidade!!! Foi o maior aguaceiro que caiu em Salvador, desde o ano de 1993... A idéia do encontro foi-se, nas águas barrentas que varreram a Cidade Alta e a Cidade Baixa...

Mas, como postulou o filósofo Bob Marley: “Every little thing is gonna be all right”… Marcamos nova reunião, desta vez para o sábado, dia 05 de outubro. Durante a semana, houve nova mobilização. Infelizmente, não consegui entrar em contato com o vizinho de Ilha Marcão, que não possui um buggy, mas conta com um Gurgel Carajás que é o seu xodó... Bem, fica pra próxima. Estabelecemos a saída no 2º Posto após o Aeroclube, no bairro da Boca do Rio, às 10 da manhã. Só o Todinho chegou no horário combinado... Hehehe

Quando eu cheguei, o Todinho havia ido buscar os adesivos do Planeta, quem estava lá, fazendo as vezes de anfitrião, foi o Bruno, com o seu Valente amarelo. Ora, o Todinho me havia dito que o seu Valente era amarelo, de forma que eu fiz uma confusão e tanto, achando que o Bruno era o Todinho... Foi muito engraçado: eu tocava num assunto, sobre o qual eu e o Todinho já havíamos conversado por telefone, e o Bruno ia pra outro lado... Até a confusão ser resolvida, foi um filme dos Trapalhões...

Logo depois, chegou o Todinho, com o seu Tratorzinho. Agora, só faltava o Mestre Vinícius... E o Vina demorava... e demorava... e demorava... Quase acabamos com o estoque de cerveja da lojinha de conveniência do posto. Aí, resolvemos ligar... O Vina estava parado na Avenida Paralela, o seu possante o havia deixado na mão... Mas o “verme”, como diz o Luizinho, foi tão grande, que ele chamou o guincho, mandou o bicho pra casa e veio de táxi!

Seguimos em “buggyata”, até a praia de Stella Maris, onde chegamos por volta do meio-dia. Lá, encontramos o Guga, com mais um valente... Belíssimo buggy, todo preto... E haja cerveja e haja conversa e haja foto... Daqui a pouco, a “Federal” (namorada em baianês) do Bruno liga, convocando o moço... Já imaginaram a gozação, né? Lá se foi o Bruno e o seu Valente, responder ao chamado da sua “esposa”...

Os carros desses moços não são buggies... São aviões supersônicos! O meu Cachorrinho ficou sendo o “Primo-pobre” da história! O Valente é um senhor buggy! Confesso que fiquei tentado (só por um segundo, é claro hehehe) a adquirir um... Não vou descrever os valentes dos meninos, porque as fotos falarão por mim. Ademais, eles mesmos o farão... O do Bruno é preparado para Campeonato de arrancadas, já dá pra imaginar, né? O do Todinho, nem se fala, subiu as areias de Stella Maris como se fosse asfalto (o meu birdzinho atolou duas vezes... hihihi) O Valente do Guga parece uma Ferrari! Cheio de moral... Foi o último carro produzido pela extinta Fibrac Valente, uma relíquia portanto.

Mas voltemos ao Encontro: o pessoal resolveu fazer manobras na areia, o que rendeu fotos excelentes... Pena que a máquina não era das melhores: não enquadrou direito, deixou as imagens turvas, enfim, da próxima vez, levarei uma digital. O Cachorro, com o meu co-piloto Leo ao volante, não fez feio, não... apesar de ter atolado duas vezes. Ficamos em Stella (uma das praias mais bonitas de Salvador) até ao anoitecer. Aproveito para registrar o excelente atendimento da barraca em que estávamos. O Gelser, garçom que nos atendeu, mereceu nota 10.

Depois, fomos tomar mais umas na casa do Todinho, em Piatã ou Plakaford (a cerveja não me deixou lembrar...) Batemos um papo com a mamãe do Toddy, Dona Carmen, que é buggeira também!!! Dona Carmen nos cativou, eu fiquei fã. Fomos ainda a uma barraca de um conhecido do Todinho, onde botamos o Cachorro na areia da praia. Isso já devia passar das 9 da noite... Quando o Vinícius estava fazendo manobras com o Cachorro na areia... a gasolina acabou... E lá se foi o Todinho buscar gás... hihihi

Por fim, acabou o 1º Encontro de Buggies de Salvador... Muito a contragosto, da nossa parte. Se fosse possível, iríamos até a segunda-feira... Deixei o Grande Vinícius em casa, onde aproveitei para ver o Valente dele: uma fera! Aguardem as fotos. Deixei o Leo em casa também e me recolhi... A minha dona não disse uma palavra sequer... Mas nem precisava, o olhar de reprovação parecia dizer: “Mas isso são horas?!”

Na minha avaliação, o 1º Encontro de Buggies de Salvador foi um sucesso absoluto. E o melhor de tudo foi descobrir que esses doidos por Fiberglass Dune Buggy daqui são sujeitos maravilhosos! A afinidade foi total, o clima perfeito, leve, como deve ser, com muita gozação e muita troca de idéias.

Amigos, se me lembrar de mais alguma coisa, volto a escrever.

Abração,

Alf

 
 
 
 
 
 
 
 

 

Conheçam estes buggies em detalhes, nestes links: Todinho, Guga, Alf e Bruno
Veja em detalhes o Segundo Encontro! (sim, teve um segundo!!!)
Volta para a página de Trilhas, Passeios, Aventuras

[Página Inicial] [Clássicos] [Extintos] [Atuais] [Forum do Planeta] [Contato]