Clube do Buggy Pará
Ação Social!
inserido no site em 24/09/2005

Publicada n´O Liberal de Belém do Pará, em 16/04/2005

Grupo reforça lado social

Em meio à aventura, proprietários de buggy's demonstram preocupação com ações de responsabilidade social e preservação da natureza no Pará

 

Uma turma divertida e pronta para enfrentar desafios. Assim é a Cia do Buggy. Criado em setembro de 2004, o grupo nasceu de uma dissidência do Clube do Buggy. Separados, os grupos planejam ações para contemplar os proprietários de buggy's. A Cia do Buggy conta com 17 carros afiliados e tem por objetivo fortalecer os laços de amizade em torno do hobby comum que é o buggy. O grupo também direciona suas ações com uma preocupação social e ambiental, trabalhando para a manutenção da responsabilidade social e a preservação da natureza.

Segundo Renato Alves, coordenador da Cia do Buggy, o grupo não conta com um estatuto que regulamente uma diretoria e cargos hierárquicos. Ele disse ainda que as decisões são tomadas em assembléia e com a participação democrática de todos os filiados. 'Não queremos formar uma instituição, mas um grupo de amigos com um interesse comum. Nesse caso, ninguém se sobrepõem ao outro. Todos somos iguais', diz Renato.

Com um espírito descontraído e harmonioso, o grupo desfruta dos carros em passeios mensais e reuniões semanais. Em clima de festa as famílias são convidadas a participar da Cia do Buggy, na qual crianças e as esposas têm papel fundamental. No último passeio, foi deliberado que as esposas irão compor o Grupo de Mulheres da Cia do Buggy, na qual terão a responsabilidade de elaborar ações sociais a serem desenvolvidas, como a distribuição de sopa.

Em todas as viagens o grupo pratica ações de distribuição de roupas e de alimentos. As comunidades escolhidas ficam no percurso ou no município que recebe a expedição. As comunidades de São Francisco, no Apeú, e os funcionários da Fazenda Fortaleza, em São Domingos do Capim, já foram contemplados com as ações da Cia.

No último Natal o grupo doou brinquedos e alimentos para o ParáVida.

O último passeio do grupo foi para acompanhar a Pororoca, em de São Domingos do Capim. Um grupo de 20 carros, sendo 10 buggy's, seguiu em comboio até aquele município, ficando baseados a sete quilômetros da cidade na Fazenda Fortaleza, já batizada de sede campestre da Cia do Buggy. Antes do retorno, no domingo, um churrasco serviu de confraternização entre os participantes do passeio.

Para fazer parte da Cia do Buggy não é necessário possuir um buggy. Qualquer pessoa, mesmo sem veículo, pode ingressar no grupo, basta para isso incorporar os preceitos de amizade e de companheirismo exigidos nos encontros. Não são cobradas taxas de mensalidade e de anuidade, apesar de haver um projeto para instituir uma colaboração pelos sócios.

A medida, no entanto, está dividindo opiniões. Uma corrente prefere deixar na informalidade, já que todos os gastos do grupo são rateados entre os participantes. 'A cobrança gera desconfiança sobre a utilização do dinheiro, já com o rateio os gastos ficam transparentes e mais informais', diz Renato.

As reuniões acontecem todas as sextas-feiras em um posto de combustível na esquina da Duque de Caxias com a Doutor Freitas, a partir das 20 horas.

Entre os planos futuros, estão o ingresso do grupo na procissão do Círio Rodoviário, o mapa de viagens para 2005 e a festa do primeiro ano da Cia do Buggy. As próximas viagens estão marcadas para Marudá, no feriado do dia 21, e Peixe-Boi, para o fim de Maio.

O grupo está aberto para a chegada de novos componentes. Os interessados podem colher informações nas reuniões ou no site: www.ciadobuggy.com.br .

Vai para a página do Clube do Buggy Pará
Vai para a página do Buggy na Imprensa
O uso deste site e seu conteúdo subentende o conhecimento das "Políticas de Uso"
1999/200
5 - by planetabuggy