página inicial
inserida no Planeta em 15/12/2002

Olá pessoal do Planeta,

São tantos no site, todos maravilhosos, que resolvi colocar o meu também. Espero que gostem.

Bem, pelo que vejo, a trajetória de possuir um buggy é quase sempre a mesma, passo a relatar a minha. Moro em Cabo Frio, sou contador e no começo do ano resolvi dar um veiculo ao meu filho, optei por um bugre. Verão, praia, etc. Combinado. Saímos à procura do tal bugre. Tudo era igual, e não sabia que era tão caro. Já estava desistindo, quando conheci o Carlos Alberto de Juiz de Fora, que tinha um bugre Cobra aqui em Cabo Frio vendendo, por seis mil reais, achei caro, mas resolvi ver o carro. Era diferente, nunca havia visto aquele modelo, mas não comprei. Continuei à procura por mais trinta dias e voltei no Carlos. Dos bugres que vi, aquele era o de melhor aparência. Comprei-o. Liguei o carro, um fumaceiro danado, meu Deus, parecia um toco, fui embora, que carro duro, dirigi-lo era impraticável. Mas o carro de pintura estava mais ou menos. No domingo fui de bugre visitar meu cunhado no hospital, perecia um fumacê pelo asfalto, passei num buraco, a polia do motor soltou, quase infartei, fiquei a pé. Muito chateado fui em casa, peguei um carro e reboquei-o para onde ele não deveria ter saído. Na segunda-feira mandei-o para a oficina. Por lá, ficou trinta dias, fiz motor e caixa, e ai pensei em exclui-lo de minha lista de amizades, afinal, toda minha empolgação tinha acabado. Porém, mesmo sem confiança, resolvi dar mais uma chance para o moleque. Ele não era aquela coisa, mas de sacanagem ou não, todo mundo elogiava o bichinho. Achava estranho. O que é que este projeto tem, que todo mundo gosta. Comecei a gostar também e resolvi dar uma melhorada. Foi ai que descobri, que é muito carro num só. Os faróis são de Fiat uno. Sinaleiras e motor de brasília, retrovisor de Kombi. Lanternas de Escort, pneus de Pick-up, painel de navio. Pintura geral. Troquei tudo, amortecedores, freios, rolamentos, pneus, caixa e amortecedor de direção, lanternas, descarga, e outras. Tirei o motor, pintei também, adaptei o estepe na traseira, ficou parecendo um jeepinho. Enfim, o buginho ficou parecendo um carro.

Fiz o que pude, mas não tive muitas opções para me espelhar. Acho que ficou bom. Descobri também que quando você quer uma peça para o seu carro, o amigo, o mecânico ou outro menos entendido manda você procurar numa concessionária ou loja do ramo; agora, quando você quer alguma “coisa” pro seu buginho, sempre tem um besta indicando um ferro-velho mais próximo, isso é discriminação.

Bem, vou ficar por aqui, qualquer novidade volto a escrever.

Quero agradecer ao Luiz que pintou meu buggy. À Magnauto que cuidou das rodas e da mecânica e ao Fernando da FrancoCar que reformou o painel marítimo e instalou o som, ficou show de bola, e quero lembrar a todos que Cabo Frio é verão o ano inteiro.

Alguns dados do buggy:
Marca: Cobra Modelo: 1994 Cor: branca Motor: 1.6
Fabricado pela Natal Buggy – RN

Deixo a todos do Planeta um forte abraço e um próspero 2003.
José Geraldo – Cabo Frio - RJ

 
Estepe na traseira e nesta posição não costuma ficar bom. Mas o desenho deste buggy, como diz o José Geraldo, é quase como um jipe, o que ressalta ainda mais a semelhança.
 
O sistema de escape 4x1, é da Kadron, utilizado nas Pumas. A ponteira apontando para baixo, reduz a fumaça para os ocupantes do banco traseiro.
 
Volta para a página do Cobra

[Página Inicial] [Clássicos] [Extintos] [Atuais] [Forum do Planeta] [Contato]