página inicial
 

Este Cobra foi comprado pelo Roger Moreira (Ultraje a Rigor). Segundo ele, este buggy teria sido montado em Natal, em 1993, com mecânica de Brasília 1973. Uma descrição do buggy feita pelo Roger:

"Tem platinado, bobina, condensador, motor de arranque (tive que trocar tudo até funcionar!:-) Quando ele chegou, apresentava um problema que fazia que ele não desse a partida na chave depois de esquentar; fui trocando tudo, pela ordem, a bateria, o motor de arranque, depois a bobina, condensador, platinado e por fim a própria partida. Sei lá o que era, mas agora funciona (Isso que dá não entender de buggy!). Tem banco inteiriço atrás e dois bancos na frente. Tem mostradores de gasolina, conta-giros (não funciona), velocímetro com odômetro, pressão do óleo e um com luz, bateria, pisca, óleo e mais alguma coisa que não lembro agora, todos com a marca Cobra impressa. Tem ainda rádio e toca-fitas e dois botões para a luz e para o farol de milha, além de um botão para o limpador. Na direção, pequena, tem buzina, seta e luz alta e baixa. Câmbio de quatro marchas e freio de mão; a bateria fica no pé do banco de trás. O espelho retrovisor interno fica preso ao Santo Antônio e funciona bem, embora o alcance seja pequeno, botei um daqueles espelhos de maior alcance por cima e resolveu o problema; o espelho externo também funcionou com um daqueles redondinhos panorâmicos pregado nele. Está vazando óleo do motor, me disseram que todo buggy, ou melhor, todo Fusca é assim, é verdade? Acho que o resto dá para ver nas fotos."

     
Estas são fotos antes da reforma feita pelo Roger.
     
 
   

Este buggy apresenta boas características. Observe o sistema de santoantônio com proteção frontal, também (próximo ao pára-brisas), provavelmente fazendo parte do chassi, como o Caribe. No pára-choque dianteiro, é possível ver o suporte do cambão (peças de ferro soldadas, nas extremidades). A traseira mostra o motor bastante protegido, usando sinaleiras de Escort antigo. O pára-choque traseiro, também é de ferro e tem engate para reboque. A visão dianteira do Cobra, mostra o porta-malas de bom tamanho que, segundo o Roger, cabe um pequeno estepe. Os faróis parecem ser do Corcel II. A capota utilizada pelo Cobra é do estilo normal de buggies. As rodas são de fabricação da Mangels, em aço que é, atualmente, a única empresa brasileira que fabrica rodas de aço para Fusca. De liga leve, somente as fábricas gaúchas que fazem as populares "gauchinhas", mas com alguns problemas de qualidade, tanto do material, quanto das medidas de offset.

O Roger fez um excelente trabalho de pintura e trocou o assoalho, amortecedores, pneus e parafusos de rodas, além de todos os parafusos de fixação. A parte elétrica foi refeita e colocado um CD player com falantes novos.

O Cobra foi pintado em vermelho, com um leve toque de perolizado e o vasamento de óleo foi resolvido.

Veja o detalhe do cavalinho da Ferrari no capô :-)

É isso aí, Roger! Buggy muito dez!

 
Visite a página do
 
Volta para a página do Cobra

[Página Inicial] [Clássicos] [Extintos] [Atuais] [Forum do Planeta] [Contato]