É Carlão! Chegou o dia.

Depois de uma série de contratempos, apresento ao pessoal do Planeta o estimado “pingo de ouro”. Para os mais íntimos, simplesmente, “Pingo”. Dei esse nome para o meu buggy por ser dourado e ter o estilo nordestino, com a traseira bem mais alta que a dianteira, o que o deixa no formato de uma gota.

Pois é, vamos à ficha do “Pingo”: Trata-se de um modelo REGATA, ano 91/92, fábrica cearense, já extinta. O desenho dele, como quase todo buggy nordestino pós-fyber, lembra muito esse marco da indústria de buggies no Brasil. Mas, puxando a sardinha pro “pingo”, digo que o Regata é um buggy plus. Isso porque, além de lembrar o desenho do fyber, ele é mais alongado na traseira, o que o deixa mais espaçoso e confortável para quem vai atrás. Quando vou lá, fico muito confortavelmente sentado, sem precisar me encolher. E olha que tenho 1,84m e 95 kg! O espaço na parte da frente também é muito bom!

O “pingo” tem motor 1600 VW, monocarburado, mas tinindo! Os bancos foram reformados. Ficaram mais esportivos com o reforço das espumas e colocação dos encostos de cabeça esportivos (do Fiat Tipo 1.6). O cambão é o fabricado hoje pela montadora do Marina’s. É aprovado pelo DENATRAN porque dentre outras coisas, não cobre a placa. Também não tem a articulação inferior pra evitar corrosão e a munheca é removível, o que a faz durar mais e evita roubos do possante com o uso do próprio cambão. Além do mais, deixa a “cara” do buggy mais serena e ressalta os faróis de milha.

Os adesivos REGATA que se vê nas laterais, na traseira e na dianteira, eu mandei fazer especialmente para o “pingo”, inclusive como listas e inclinação indicando o sentido do vento. O logotipo do Regata é muito feio! Tirei e personalizei esse. Ficou legal, não?!

Detalhando as fotos: na primeira, o “pingo” está chegando à praia do meio (entre as praias do Araçagy e Olho D’água) aqui em São Luís. É uma praia que desce carro e onde se vê a maioria dos buggies daqui da ilha. A foto mostra a lateral esquerda do “pingo” e, sentada no banco do passageiro, minha digníssima Patroa; na segunda foto, dá pra ver a traseira do buggy Regata. Perceba que as lanternas (da Kombi) são postas não tanto na extremidade, devido ao formato arredondado das bordas do buggy. Isso caracteriza o Regata e o identifica de longe; na terceira, o “pingo” está na porta de casa e dá pra ver bem a sua lateral direita. Era um Domingo, ele tinha acabado de chegar da missa em São José de Ribamar (cidade balneárea a 28Km de São Luís, onde fica a catedral do santo padroeiro do Maranhão) e estava só esperando pra descer pra praia; na quarta, eis a frente do dune buggy REGATA com um cambão fábrica Marina’s. A munheca, que é removível como lhe disse, adormece com segurança no porta-malas; na quinta foto, final de tarde de domingo e seu amigo tinha acabado de dar um grau no possante que dormiria até o próximo final de semana; na sexta foto, está aí o “pingo” fazendo o teste do CÁSTER. Passou com louvor e já está apto para as viagens!; na sétima foto, tirei um close do cambão/munheca em funcionamento. Como te disse antes, Carlão, a munheca tem um braço bem maior e é presa por parafusos ao cambão. O tamanho maior do cano da munheca justifica-se em razão da falta da secção do cambão na parte inferior. Sem ela, o cano tem que ser maior pra dar o mínimo de inclinação; e finalizando, na oitava foto, estão aí duas figuras, assíduos frequentadores do fórum do planeta: na direita, esse amigo que lhe escreve, e o cabeça chata da esquerda é o nosso estimado Luizinho. Esse papo, sobre buggy, claro, foi na praia de Iracema na penúltima vez que fui a Fortaleza. Rapaz, se o Luizinho é gente boa no planeta, você não imagina pessoalmente! O cara é sangue bom! (Abração Luiz!!!)
Está aí caro Carlos. Mais um brinquedinho pra figurar no rol do buggies brasileiros extintos do nosso site. Espero que você e todo o pessoal goste!
Quero informar que, em breve, estarei fazendo uma reforma no “pingo”. Vou pintá-lo de branco ou vermelho ferrari (Dona Patroa ainda está decidindo, pode?), revisar o chassis, trocar o para-brisa, que está arranhado, substituir os marcadores do painel por outros novos, comprar umas rodas gaúchas e pneus dune buggy 11L15, dentre outras coisas.
Assim que terminar a reforma, vou mandar as fotos de todo o processo até o produto final!
Desculpe pela falta de profissionalismo nas fotos. Fiz o máximo que pude.
Abração,

Zé Márcio – São Luís

     
     
Detalhe do cambão desmontável
   
Cambão
êta folga!!!

Veja também:

Volta para a página do Regata

[Página Inicial] [Clássicos] [Extintos] [Atuais] [Forum do Planeta] [Contato]