página inicial
Dica postada pelo Luizinho, no Forum, em 21/08/2002

Trabalho fácil de executar... o cuidado maior deve ser na hora da colocação (caso vá substituir) do(s) rolamento(s) novo(s), pois em casa, você terá de colocar com martelo. Já em uma oficina, o uso de uma prensa, elimina quase que totalmente a possibilidade de danos ao rolamento.

"vou me referir a um lado apenas, mas o seviço é igual para ambos" - apenas no lado do motorista, existe o cabo do velocímetro, que deve ser desconectado (possui apenas uma presilha de arame que fica exposta na tampa do cubo - galho fraco) para sacar o cubo do eixo.

1) retire o pneu dianteiro;

2) solte a pinça de freio (cuidado para não rasgar a mangueira de óleo de freio);

3) solte a presília do cabo do velocímetro e puxe-o (no sentido do meio do carro e por tras da roda);

4) retire a tampinha que se encontra no centro do bubo (use um ponção/chave de fenda larga e um martelo pequeno);

5) você verá nessa fase, uma porca que prende o cubo ao eixo. Essa porca possui um parafuso com cabeça do tipo allen, que deve ser afrouxado antes da remoção da porca. retire a porca. (nota do Planeta: em fuscas mais antigos, há uma trava metálica no lugar da trava allen. É bom substituir por esta, mais segura). Atenção ao detalhe: Na roda do lado motorista, o sentido da rosca é invertido "rosca esquerda", ou seja, a porca solta quando virada no sentido horario. Se a pessoa não souber disso pode acabar virando a porca para a esquerda, apertando-a e acabar estragando a porca, a ponteira de eixo ou os rolamentos... (dica do Jorge Vila - SP);

6) retire o cubo inteiro;

7) com uma estopa (melhor ainda com auxilio de querozene/gasolina) remova a graxa velha do cubo (lembre-se, são dois rolamentos - interno e externo) juntamente com o retentor que fica do lado interno (esse deve ser jogado fora e substituido por um novo);

8) avalie o estado dos rolamentos - se esses mostrarem fissuras/ cavidades, substitua-os;

* para substituir os rolamentos:

Com a ajuda de um ponção ou talhadeira, remova o rolamento (capa e miolo) do cubo e do eixo (cuidado para não ferir essas peças, pois isso certamente dificutará seu serviço de montagem). Grave a posição em que estão dispostas essas peças para remontar. Coloque as peças novas com pancadas leves e precisas (use a peça velha como separador - para receber as pancadas do martelo);

Com as peças novas no lugar (se for o caso da substituição):

9) complete os espaços vazios do cubo com graxa (para rolamento e nova). Faça essa parte do serviço com calma e critério... deixe o lolamento completamente melado de graxa;

10) coloque o retentor novo no cubo;

11) encaixe o cubo no eixo, bem devagar e com todo o cuidado para não rasgar /amassar o retentor;

12) coloque a porca da ponta do eixo (aperte ao poucos, rodando o cubo para melhor acomodação da graxa);

13) chegando ao aperto ideal (o cubo gira e não possui folga), aperte o parafuso que prende a porca (allen);

14) recoloque a tampinha do cubo (nessa colocação, você deve bater nos lados da tampa e ir girando o cubo, a fim de que essa tampa receba as pancadas em locais diferentes para acoplamento perfeito;

15) coloque o cabo do velocímetro e sua presília;

16) coloque a pinça de freio ( você tem de separar as duas pastilhas de freio, de forma que o disco fique no meio das duas - CLARO!) *não tô chamando você de burro, mas seguro morreu de velho! (nota do Planeta: em carros com tambor - ainda existem, sim - poderá ser necessário recalibrar as lonas após colocar o cubo);

17) limpe o disco de freio, removendo a graxa deixada por suas mãos nele (aproveite para dar uma lixada no disco e nas pastilhas - use máscara);

18)aperte bem os parafusos que prendem a pinça;

19) recoloque a roda;

fim do serviço....

Atenção: ao termino do serviço, aperte o pedal de freio algumas vezes para assentamento das pastilhas, pois querendo ou não você afastou um pouco os cilindros que empurram elas cpntra o disco. Essa diferença nas primeiras pedaladas, pode causar um acidente.


Atenção: nem todas as vezes é necessário a substituição dos rolamentos. Somente quando os mesmos estão "roncando" ou apresentam desgaste acentuado!!!

Procure usar graxa específica. Particularmente, uso sempre aquelas que tem bissufêto de molibidenio como ingrediente, pois suportam melhor a água.

Esse serviço é fácil... expliquei demais e acabou ficando meio confuso!

Mas, complicação mesmo, é que esse serviço mexe com graxa velha... suja muito... se a patroa chegar no meio do serviço e ver a varanda cheia de graxa..... deus te livre....

 
Volta para a página de Mecânica
[Página Inicial] [Clássicos] [Extintos] [Atuais] [Forum do Planeta] [Contato]